Bronquite saiba lidar com esse mal veja aqui

Veja só, o nosso corpo está constantemente exposto a diversas condições, como, lugar empoeirado, infecção por vírus (gripe e resfriado), lugar com fuligem, poluição de automóveis e caminhões, cheiro de mofo, pólen das plantas,  frio do inverno  e uma infinidade de condições que podem interferir no bom “funcionamento” do nosso sistema respiratório.
Com isso, há uma reação do nosso organismo que faz com que haja uma inflamação das vias respiratórias, isto é,  da árvore brônquica que possui os brônquios, ela é acometida de acúmulo de secreção nos brônquios, catarro ou muco, impedindo assim a passagem do ar até os pulmões. Esse processo todo é chamado de Bronquite.
São dois tipos de Bronquite: aguda e a crônica, o que difere as duas é duração das crises.
A aguda são crises curtas que duram de uma a duas semanas e não há maiores riscos.
A crônica pode ter condição  agravante do episódio agudo, as crises são constantes, pela manhã ou a noite. Persistindo por longo período, podendo ter o risco de pneumonia e obstrução dos brônquios. Os casos de Bronquite ocorrem principalmente no inverno juntamente com as condições que citei acima.
Os sintomas da Bronquite aguda e crônica são os mesmos só é possível diferencia-los conforme citados acima, a intensidade e duração delas:

– chiado e peito cheio de catarro ou muco;
– falta de ar;
– tosse seca ou com catarro ou muco;
– febre, por causa de infecção viral ou por bactéria no sistema respiratório;
– falta de apetite;
– fadiga;
– mal – estar;
– dores: na cabeça, garganta e no peito;
– em casos mais graves, poderá o paciente ter inchaço nas pernas e pés,        causada por  alterações no funcionamento do coração pela falta de ar.

O tratamento da Bronquite

Em qualquer tipo de enfermidade e principalmente a Bronquite a melhor forma de prevenir a doença é manter a resistência do nosso corpo às infecções, como:

– alimentação balanceada e adequada;
– no repouso e a umidificação do ar são indispensáveis;
– na recuperação, geralmente são utilizados analgésicos, anti-inflamatórios específicos, antitérmicos, xaropes expectorantes, em casos mais graves de infecção por bactérias , o médico deverá indicar antibiótico, em casos de infecção viral, ou seja, por vírus não se usa antibióticos de modo algum.
– nos casos crônicos, para manter a energia, existem terapias e exercícios de reabilitação que vai ajudar no gerenciamento da energia utilizando uma quantidade menor de oxigênio na respiração;

Dicas que ajudam a evitar esse mal

– é muito importante parar de fumar ou ficar longe da fumaça de cigarro, cachimbo, e outros;
– para que haja uma expectoração ou eliminação do catarro ou muco, beber bastante água;
– nunca impedir que o catarro, na tosse produtiva, seja eliminado;
– evitar locais de grande aglomeração, se você é propenso a Bronquite;
– evitar lugares muito secos, mas o calor ajuda as pessoas com Bronquite;
– as gripes e resfriados são agravantes da Bronquite , então vacine-se;
– ao se expor aos agentes irritante, use protetores, como: máscaras ou outro tipo;

Siga as dicas e boa sorte na contenção do problema!
Fonte: site médico.

Bronquite saiba lidar com esse mal veja aqui Saiba como Tratar a Bronquite

Artigos Relacionados

One comment

  1. todo conhecimento q c agrega em pesquisas é fundamental para evitar e curar sintomas…
    valeu!!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*