Cola de Fibrina derivada do veneno de Cobra

Quem disse que esse réptil não prestava para nada?

A cola de Fibrina um produto usado como adesivo cirúrgico desenvolvido a partir do veneno de cobra, de grande eficácia, que pode ser utilizada em várias circunstâncias médicas.

Uso da cola de Fibrina.

A ligação ou suturas de cirurgias, de ferimentos, não precisam de ser “costuradas” a cola as unem deixando mais estético sem as cicatrizes bizarras.

Na fixação e integração de enxerto de pele.

Os tendões, também podem ser ligados com a cola, experimentos com ratos deu 100% de aproveitamento, quando se rompe o nervo ciático da perna traseira do rato ele perde os movimentos daquela perna,  com algumas gotas de cola de fribrina nas pontas dos nervos,  sem qualquer costura, depois de alguns minutos (três minutos) a união está bem firme. Depois de um mês da cirurgia o rato já consegue andar e movimentar a perna do nervo rompido.
Outros fatores importantes do uso: é que há uma diminuição de dor, nos tecidos desvitalizados em ferimento e feridas, a cola consegue remover esse tecido, só pingando diretamente sobre o local.
Hoje para produção de veneno de cobra, usa-se ainda animais, cavalos, carneiros para posteriormente abate. No caso dos carneiros a carne não fica prejudicada, pois é feito somente a imunização do animal não o seu envenenamento.
Estão pesquisando para sintetizar o veneno da cobra em laboratório, com o uso da clonagem.

Composição da cola de Fibrina

Ela é composta de duas soluções: a solução I  é uma fração de veneno de cobra liofizado, diluída em água bidestilada até alcançar a concentração de 80-90 micrograma/ml, adicionando vinte partes de uma mistura de sal de cálcio a 400 microgramas/ml;  e solução II é um crioprecipitado de plasma fresco congelado a temperatura de -20°C, que deverá ter, 150-250mg de fibrogênio, 80-120 unidades do fator VII, 20-30 % do fator XII, 40-70 unidades do fator “von Willibrand” e 50-60mg de fibronectina.

Opinião
Certamente é uma descoberta muito importante para a medicina de traumas e para cirurgias plásticas, pois até hoje temos medo de sofrer um acidente e ter algum tendão rompido e não poder movimentar o membro afetado. As primeiras pesquisas estão com resultados bastante satisfatórios. E tenho a certeza que há muito que desvendar de uma proteína (veneno da cobras) tão bem elaborada pela natureza.

Os Centros de pesquisa envolvidos:

Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos (Cevap)

Unesp


Cola de Fibrina derivada do veneno de Cobra

Artigos Relacionados

2 comments

  1. maria cristina

    preciso saber onde comprar a cola de fibrina,preciso do telefone de contat por favor me envie

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*